Segunda-Feira, 10 de agosto

Quando o stress é demais, o corpo responde. Comigo é assim. Sempre foi.

Estava super indisposto, sem condições de ir trabalhar… Não sei se é alguma virose ou o que…

Mas nem tudo que começa mal precisa terminar da mesma forma.

Eis que recebo uma ligação do Gabriel, assessor do nosso Vice-Prefeito, sr. Márcio Búrigo. Eu havia feito contato para marcar uma entrevista com o último (a fim de publicá-la em nosso Boletim Informativo), pelo fato de ter sido integrante do LEO Clube Criciúma Centro nos idos anos 70. A entrevista ficou marcada para hoje (já passou da uma da manhã) às 13:30. Aproveitei o dia de “molho” para escrever as perguntas (no total de 23)…

Lembrei-me de ter lido no site da Câmara Municipal de Criciúma sobre um Projeto de Lei, da vereadora Tati Teixeira, que dispõe sobre a criação do Serviço Voluntário no município de Criciúma. Resolvi telefonar ao seu gabinete. Já às 18h, dei um “pulinho” na Câmara, para que ela me explicasse melhor o projeto (muito interessante, por sinal). Aproveitei para visitar o gabinete da vereadora Romanna Remor. Decidí ficar para a sessão.

O primeiro assunto em pauta foi apresentado: a campanha “Crack: Nem Pensar“, promovida pelo Grupo RBS. E ninguém melhor para falar sobre o assunto do que o diretor da filial da emissora, Beto Vasconcelos. Conversei com a Fernanda (assessora da vereadora Romanna) sobre a possibilidade de uma parceria entre o Distrito LEO L D-9, escolas públicas, a RBS e o poder público, para promover um Fórum Municipal de Combate ao Crack. A idéia ficou de ser discutida novamente em breve (tendo em vista a dificuldade de se marcar o tal Fórum no presente momento, devido ao avanço da Gripe A).

E, por falar em Gripe A, chegou a notícia de que as aulas a nível municipal foram suspensas por tempo indeterminado, devido à pandemia. Parabéns à Secretaria de Saúde, que vem respondendo com agilidade às demandas (prova disso é o hospital de campanha montado na Rua João Cechinel com a Antônio De Lucca).

Foi ressaltada também a demora por parte do Executivo Municipal em encaminhar o Plano Diretor – lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação da cidade. O último vem sendo discutido há cerca de 6 anos, e seus trabalhos estão, literalmente, parados. Vale lembrar que estamos atrás de cidades como Tubarão – que já aprovaram suas diretrizes municipais -, e que a definição do Plano Diretor é importante para a elaboração da Lei Orçamentária Anual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e tudo mais.

O ex-Secretário da Fazenda, vereador João Fabris, alertou para a possibilidade de o executivo municipal (leia-se Prefeitura) esgotar seus recursos financeiros antes do fim do presente ano fiscal. Não quero dar tom de denuncismo político a esse blog (estou só comentando o que vi e ouví), mas um ponto me deixou um tanto quanto confuso: a proposta do “Choque de Gestão” não era justamente reduzir custos?

Gostaria de deixar aqui meus cumprimentos às vereadoras Romanna Remor e Tati Teixeira, que me receberam muitíssimo bem (e, sem rasgação de seda, foram junto com o vereador João Fabris, os destaques daquela sessão).

Prometo mantê-los informados sobre a Lei do Voluntariado (que atualmente tramita nas comissões da Câmara Municipal) e o Fórum Municipal de Combate ao Crack!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: